NOTÍCIAS

20 DE MAIO DE 2022
Novo painel monitora indicadores do PLS do Judiciário paraense

O novo Painel de Monitoramento de Indicadores do Plano de Logística Sustentável (PLS) do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) foi apresentado no dia 12 de maio, durante a Reunião de Avaliação da Estratégia. Coordenado pela presidente do Tribunal, desembargadora Célia Regina de Lima Pinheiro, o encontro reuniu gestores, gestoras, servidores e servidoras para apresentar o andamento das ações sustentáveis.

A reformulação do painel reúne dados em periodicidade mensal e anual. Nele, é possível acompanhar o histórico de consumo em quantidades e gastos nos diversos indicadores que compõem o plano, como, Papel, Copos Descartáveis, Água Envasada, Impressão, Telefonia, Energia Elétrica, Água e Esgoto, Resíduos, Combustível, Qualidade de Vida, Capacitação em Sustentabilidade, Apoio ao Serviço Administrativo, Reforma e Construção, Vigilância, Limpeza, Veículos e Aquisições e Contratações.

O diretor de Planejamento, Gestão e Estatística do TJPA, Fábio Djan Lima, destacou a missão do Judiciário paraense, que atua para realização da Justiça por meio da efetiva prestação jurisdicional. E lembrou a visão do TJPA, que demonstra onde quer chegar, com o fato de ser reconhecido como instituição acessível, confiável, célere e efetiva.

A analista judiciária Gabriella Vieira explicou que a nova versão do painel aprimora o monitoramento, com a criação de fluxo de trabalho onde a informação inserida no sistema é atualizada automaticamente. O PLS do TJPA para o período 2021 a 2026 define objetivos e responsabilidades, ações, metas, prazos de execução, mecanismos de monitoramento e avaliação dos resultados, que permitem estabelecer e acompanhar práticas de sustentabilidade, racionalização e qualidade, buscando melhor eficiência do gasto público e da gestão dos processos de trabalho.

Entre os objetivos específicos do plano, estão o fomento a ações que estimulem o uso sustentável de recursos naturais e bens públicos, a fim de promover o consumo consciente, reduzindo o desperdício, com destaque à gestão sustentável de documentos e materiais. A revisão e o aprimoramento dos processos de compras e contratações, com vistas ao desenvolvimento de especificações para a aquisição de bens, serviços e projetos, de forma a reduzir impactos à saúde humana e ao meio ambiente é outro objetivo a ser atingido com o PLS.

O PLS busca também ampliar as melhorias na infraestrutura e nas instalações do TJPA, com o objetivo de aumentar o aproveitamento dos recursos naturais e bens públicos, além de promover ações de sensibilização e capacitação ao quadro de pessoal e auxiliar de outros interessados. A redução do impacto negativo das atividades do órgão, por meio da adequada gestão dos resíduos gerados é outra meta a ser alcançada com o plano, que busca ainda promover a qualidade de vida no ambiente de trabalho de forma contínua e promover comunicação institucional sobre as medidas socioambientais adotadas.

O Plano ainda estimula a promoção de contratações sustentáveis; promove a equidade, a diversidade e a inclusão social; fomenta o controle de emissão de dióxido de carbono no âmbito do TJPA; e amplia as parcerias com instituições responsáveis pela adequada gestão da coleta e tratamento de resíduos sólidos, além da inclusão socioeconômica dos catadores de resíduos.

Fonte: TJPA

Macrodesafio - Promoção da Sustentabilidade

The post Novo painel monitora indicadores do PLS do Judiciário paraense appeared first on Portal CNJ.

Outras Notícias

Portal CNJ

17 DE AGOSTO DE 2022
Tribunal do Trabalho do Rio atualiza procedimentos em audiências

A Corregedoria do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT1) editou ato atualizando procedimentos que devem...


Anoreg RS

17 DE AGOSTO DE 2022
Começou ontem o prazo para entrega do ITR 2022

Imposto deve ser declarado até o dia 30 de setembro.


Anoreg RS

17 DE AGOSTO DE 2022
Penhora de imóvel localizado em outra comarca deve ser decidido pelo Juízo da Execução

Na hipótese de bens sujeitos a registro público, não há necessidade de Carta Precatória, ainda que se situem...


Anoreg RS

17 DE AGOSTO DE 2022
Provimento disciplina a alimentação do Painel Nacional dos Concursos Públicos para outorga dos serviços de Notas e de Registro gerido pela Corregedoria Nacional de Justiça

Disciplina a alimentação do Painel Nacional dos Concursos Públicos de Provas e Títulos para Outorga de...


Anoreg RS

17 DE AGOSTO DE 2022
Informativo de Jurisprudência do STJ destaca habilitação de crédito no inventário

O CPC/1973, em sua versão originária, previa que a sentença era o ato do juiz que colocava fim ao processo,...


Anoreg RS

17 DE AGOSTO DE 2022
Corregedorias defendem modernização do trabalho e equilíbrio no retorno presencial

De acordo com o ministro, este é um momento de planejamento, com desdobramentos não apenas administrativos, mas...


Anoreg RS

17 DE AGOSTO DE 2022
Projeto dispensa comprovação do estado civil dos pais para certidão de nascimento

Pais não casados ou em união estável devem comparecer a um cartório para efetuar o registro de filhos em nome...


Anoreg RS

17 DE AGOSTO DE 2022
Artigo – Tutela e curatela: quais as principais diferenças?

Tutela e curatela são encargos assistenciais, previstos no direito brasileiro, que correspondem à relação em que...


Portal CNJ

16 DE AGOSTO DE 2022
Seminário debate pesquisa sobre violência contra população LGBTQIA+

Em mais uma rodada dos Seminários de Pesquisas Empíricas aplicadas a Políticas Judiciárias, o Conselho Nacional...


Portal CNJ

16 DE AGOSTO DE 2022
Justiça de Roraima se mobiliza para enfrentar violência contra a mulher

No mês em que a Lei Maria da Penha completa 16 anos, o Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR) realiza, até...